Secretaria de Assistência e Habitação Social

 Rua Plácido Chiquití, 1150 – Centro

 (55) 3233-2902

7:30 h às 13:30 h 

 assistenciasocialsaosepe@yahoo.com.br

 

 

Secretário:

Flávia Machado

habitacao.saosepe@gmail.com                    

 

A Secretaria de Habitação e Assistência Social é responsável por consolidar o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no município, de forma a viabilizar direitos aos usuários da assistência social nos diferentes níveis de proteção, tendo como referência a Política Nacional de Assistência Social (PNAS, 2004), a Norma Operacional Básica (NOB-SUAS) e a Lei Orgânica da Assistência Social.

É responsável pela formulação e execução da Política de Assistência Social no Município. Conforme a NOB/98, são as seguintes as atribuições do órgão gestor Municipal:

  • coordenação geral do Sistema Municipal de Assistência Social;
  • co-financiamento da Política de Assistência Social;
  • formulação da Política Municipal de Assistência Social;
  • organização e gestão da rede municipal de inclusão e proteção social, composta pela totalidade dos serviços, programas e projetos existentes em sua área de abrangência;
  • execução dos benefícios eventuais, serviços assistenciais, programas e projetos de forma direta ou coordenação da execução realizada pelas entidades e organizações da sociedade civil;
  • articulação com outras políticas públicas de âmbito municipal, com vistas à inclusão dos destinatários da assistência social;
  • supervisão, monitoramento e avaliação das ações de âmbito local;
  • coordenação do Sistema Nacional de Informação, no seu âmbito de atuação;
  • coordenação da elaboração de programas e projetos de assistência social no seu âmbito;
  • elaboração do Relatório de Gestão;
  • elaboração do Plano Municipal de Assistência Social;
  • Cadastro Único Dos Programas Sociais/Programa Bolsa Família. 

DEPARTAMENTOS DA SECRETARIA:

  • Departamento de Assistência Social
  • Departamento de Habitação de Interesse Social 

   ORGÃOS VINCULADOS (Clique para expandir as informações)

CRAS - Centro de Referência de Assistência Social Padre Erasmo Dall'Asta

Rua Osvaldo Aranha, s/nº - Centro

 (55) 3233-4068

E-mail:  crassaosepe@gmail.com

 8h às 11:30 h / 13:30 h às 16:30 h

Coordenador: 

O CRAS Padre Erasmo Dall”Asta é uma unidade de execução da Proteção Social Básica, tendo como principal serviço o PAIF – Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família- destinados à população em situação de vulnerabilidade social, decorrentes da pobreza, privação ou fragilização de vínculos afetivos, em articulação com a rede socioassistencial.

O CRAS tem como referência a Família e seus integrantes, fortalecendo seus vínculos internos e externos.

Os serviços e atividades oferecidas no CRAS visam prevenir as situações de risco e reforçar o papel da Família, além de oportunizar, por meio de parcerias, a qualificação para o trabalho e geração de renda.

 

Oficinas e grupos no CRAS:

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças, Adolescentes e Idosos;

Oficina de Artesanatos Variados;

Oficina de Manicure;

Oficina de Corte e Costura; entre outros;

 

Atendimento Social:

Acolhimento, entrevistas, visitas domiciliares, concessão de benefícios eventuais e encaminhamentos para outros serviços, a fim de garantir o acesso aos direitos socioassistenciais.

 

Equipe do CRAS:

- Coordenadora

- Assistente Social

- Psicólogo

- Estagiária

- Serviços Gerais. 

CREAS - Centro de Referência Especializado de Assistência Social - Casa do Aconchego

 Rua Capitão Emídio Jaime de Figueiredo, 1005 - Centro

 (55) 3233-1890

 creassaosepe@yahoo.com.br

 8:30 h às 11:30 h / 13:30 h às 14:30 h

Coordenadora: 

  • Ana Cristina Simões Schmidt  

O CREAS Casa do Aconchego é a unidade pública de abrangência municipal que tem como papel construir-se em lócus de referência, nos territórios, da oferta de trabalho social especializado no SUAS a famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, por violação de direitos.

Os serviços ofertados pelo CREAS devem propiciar acolhida e escuta qualificada, visando, dentre outros aspectos:

  • O fortalecimento da função protetiva da família;
  • À interrupção de padrões de relacionamento familiares e comunitários com violação de direitos;
  • À potencialização dos recursos para a superação da situação vivenciada e reconstrução de relacionamentos familiares, comunitários e com o contexto social, ou construção de novas referências, quando for o caso;
  • Ao acesso das famílias e indivíduos a direitos socioassistenciais e à rede de proteção social;
  • Ao exercício do protagonismo e da participação social;
  • A prevenção de agravamentos e da institucionalização. 

Público Alvo

  • Crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual;
  • Crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica (Física, Psicológica, Sexual, Negligência);
  • Famílias inseridas no Programa Bolsa Família que apresentem dificuldade no cumprimento das condicionalidades;
  • Adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de liberdade assistida - LA e de prestação de serviços à comunidade – PSC;
  • Crianças e adolescentes em situação de mendicância;
  • Mulheres, idosos e pessoas com deficiência com seus direitos violados.

Principais atividades 

  • Atendimento e acompanhamento psicossocial;
  • Visitas Domiciliares. 
  • Palestras Educativas;
  • Busca Ativa (áreas de risco e vulnerabilidade social);
  • Encaminhamentos para serviços intersetoriais;
  • Trabalho integrado com o Conselho Tutelar, Delegacia. Ministério Público e Judiciário;
  • Trabalho integrado com os demais programas sociais e rede socioassistencial;
  • Realizar Campanhas Educativas. 

Equipe do CREAS

  • Coordenadora
  • Assistente Social
  • Psicólogo
  • Educadora Social
  • Estagiária

Casa de Passagem Werther Vargas

 Rua José Candido Ferreira, 459

 (55) 3233-1030

 8:30 h às 11:30 h / 13:30 h às 14:30 h

São considerados serviços de Proteção Social Especial (PSE) de Alta Complexidade aqueles que oferecem atendimento às famílias e indivíduos que se encontram em situação de abandono, ameaça ou violação de direitos, necessitando de acolhimento provisório, fora de seu núcleo familiar de origem.

Estes serviços visam garantir proteção integral a indivíduos ou famílias em situação de risco pessoal e social, com vínculos familiares rompidos ou extremamente fragilizados, por meio de serviços que garantam o acolhimento em ambiente com estrutura física adequada, oferecendo condições de moradia, higiene, salubridade, segurança, acessibilidade e privacidade. Os serviços também devem assegurar o fortalecimento dos vínculos familiares e/ou comunitários e o desenvolvimento da autonomia dos usuários. 

Atualmente, a SMAHS mantém como serviço de alta complexidade a Casa de Passagem Werther Vargas que atende crianças e adolescentes de ambos os sexos e com idade de zero a 18 anos, e possui capacidade para atender até 10 crianças e/ou adolescentes. 

Equipe da Casa de Passagem:

  • Diretora;
  • Monitoras de Abrigo;
  • Auxiliar de Serviços Gerais;
  • Cozinheira;
  • Estagiária.