Deputado Federal Marcon visita São Sepé

O Deputado Federal Dionilso Mateus Marcon, do PT, esteve nesta quarta-feira, 10 de fevereiro, em São Sepé. Durante a visita, esteve reunido com o Secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento, Alisson Bagolin; com o Presidente da Câmara de Vereadores, Rodrigo Ferreira; Presidente do PT de São Sepé, Paulo Cezar Gazen, e representantes do partido no município.
No encontro foi solicitado ao Deputado – que atua com foco no desenvolvimento econômico da agricultura familiar, recursos que possam fomentar esse setor no município.
Aproveitando a passagem por São Sepé, Marcon participou de uma conversa com o Prefeito João Luiz Vargas, o qual esteve ao lado durante um de seus mandatos na Assembleia Legislativa.

Executivo e representantes de distribuidoras de bebidas buscam soluções para diminuir perturbações públicas

O Vice-Prefeito de São Sepé, Fernando Vasconcellos, realizou uma nova reunião na tarde desta terça-feira, 9 de fevereiro, para apresentar aos comerciantes da Rua Riachuelo, as reclamações dos moradores sobre casos de perturbação do sossego público no local.
Estiveram presentes, representantes de distribuidoras de bebidas; o Presidente da Câmara de Vereadores, Rodrigo Ferreira; Vereador Humberto Stodutto; e a Procuradora Jurídica, Marcela Pacheco Talleyrand Ferreira.
Na ocasião, também foram apresentadas as regulamentações do Decreto Estadual, visto que São Sepé encontra-se em bandeira vermelha. De acordo com Fernando, a fiscalização municipal voltará a atuar no Município e os estabelecimentos que não estiverem cumprindo as regulamentações receberão aviso, notificação e multa – nessa ordem, caso não sigam as orientações da fiscalização.
Conforme declarações dos próprios comerciantes presentes na reunião, eles entendem o posicionamento da comunidade, em especial dos moradores, e também solicitam a colaboração dos frequentadores, principalmente com relação ao barulho, que tem sido uma das maiores reclamações. Os proprietários dos estabelecimentos também declararam que trabalham na possibilidade da criação de um banheiro, para evitar maiores transtornos.
Na reunião ficou decidido que todos cumprirão os horários estabelecidos no Decreto.

O Gabinete do vice-prefeito mudou de lugar por um dia

Ao lado da equipe da Secretaria Municipal de Esportes de São Sepé, o vice-prefeito Fernando Vasconcellos, realizou nesta terça-feira, 9 de fevereiro, a limpeza do pátio da Escola Francisco Simões Pires.
O objetivo é deixar o espaço da quadra de esportes e pracinha de brinquedos em boas condições para as crianças.
A melhoria na escola foi um dos pedidos da comunidade do Bairro Lili durante a última edição do Programa Prefeitura Presente, no sábado, 6.
Posteriormente, o Secretário de Esportes, Samir Kabbas planeja a troca das grades que separam o pátio da escola das casas ao redor.

Escola Maria Liberata Fraga Prates é interditada

Após a chuva que atingiu São Sepé na última semana, a Escola Municipal Dona Maria Liberata Fraga Prates, no Bairro Pontes, precisou ser interditada devido um alagamento no prédio da instituição. A vistoria foi realizada pelo engenheiro da prefeitura, Rene Lima Brandt.
Conforme documento de interdição, o alagamento foi causado pelo deterioramento em alguns pontos do telhado e do forro da escola, o que pode causar a queda desses materiais. Além disso, a fiação também está comprometida por ter contato com água, podendo causar choque elétrico.
“É importante que todas as escolas estejam em boas condições para receber os alunos. Esse é um problema que estamos enfrentando e trabalhando para solucionar em São Sepé”, destacou Márcia.
 

Administração busca ações junto à CEEE

Na tarde de quinta-feira, dia 7, o Prefeito Municipal, João Luiz Vargas, e o Secretário Adjunto de Desenvolvimento, Leandro Gonçalves, foram recebidos pelo Diretor Administrativo do Grupo CEEE – Companhia Estadual de Energia Elétrica, Lúcio do Prado Nunes, para tratar das ações que o município tem na Companhia. São cerca de 800 ações que o município tem na Bolsa de Valores que rendem atualmente, na venda, cerca de R$ 250 mil.
João Luiz apresentou um estudo ao diretor do Grupo CEEE para resgate imediato das ações, já que os valores vêm depreciando com o passar dos anos. “Teremos a tarefa de por em prática um programa de recuperação e aquecimento da economia local e devemos tentar a busca de dinheiro novo. O município de Dom Pedrito, do jovem prefeito Mário Augusto, achou esta inovadora solução para capitalização do orçamento municipal. Devemos copiar as boas ideias, independente de quem for o autor”, disse João Luiz. Já o diretor Lúcio Nunes entende que a CEEE tem a obrigação de esclarecer quais recursos estão disponíveis para saque. “O Grupo CEEE está à disposição dos gaúchos, principalmente dos municípios acionistas, para parcerias que gerem resultados positivos para a população”, afirmou.
O secretário adjunto Leandro Gonçalves vai reunir as informações do processo e apresentar o projeto ao presidente do Poder Legislativo vereador Rodrigo Ferreira, na próxima semana.

São Sepé estuda Programa de Aquecimento da Economia Local

A partir do cadastramento de pessoas vulneráveis pelo Escritório da Cidadania e de empresas locais pelo Escritório do Desenvolvimento, a Prefeitura Municipal de São Sepé pretende criar o Programa Municipal de Aquecimento da Economia Local. A proposta, apresentada em 2020 pelos vereadores Tavinho Gazen e Zilca Camargo e pelo ex-vereador Lauro Ouriques e o atual secretário Paulo Nunes, vai ser reconfigurada para atender a população que enfrenta dificuldades com o desemprego e desaquecimento da economia gerado pela pandemia.
Na tarde de quinta-feira, dia 7, o Prefeito, João Luiz Vargas, e o Secretário Adjunto de Desenvolvimento, Leandro Gonçalves, participaram de uma reunião com o Secretário de Governança e Enfrentamento à Pandemia do município de Canoas, Felipe Martini, que coordena o trabalho naquela cidade da região metropolitana.
O modelo que será apresentado na Câmara de Vereadores terá dois eixos: pessoas físicas e empresas, abrindo linhas de microcrédito às empresas e fomentando a compra de produtos alimentícios nos pequenos comércios locais. Será gerada um auxílio extraordinário, aos moldes do Auxílio Emergencial do Governo Federal que deverá ser pago em forma de bolsa para pessoas que participem de cursos de aperfeiçoamento e cumprimento de tarefas como capina, limpeza e roçada. Em 2002 o município de São Sepé já havia criado uma política pública semelhante, denominado “Novos Caminhos”. Os recursos da bolsa poderão ser utilizados apenas em compras de alimentos no comércio local. Segundo o secretário Felipe Martini, a lógica deste projeto é interessante: “São Sepé vai aderir esta inovação, de fazer com que a comunidade carente participe do aquecimento do comércio local. E a prefeitura não dará o peixe, pois a bolsa será um incentivo para que participe de algum curso de aperfeiçoamento e possa colaborar com atividades práticas de capina, limpeza e varrição”, comenta.
Conforme o Secretário Adjunto de Desenvolvimento, Leandro Gonçalves, o programa será elaborado em conjunto entre os Escritórios de Desenvolvimento e da Cidadania. “Esse será um programa transversal, com participação de diferentes setores da administração. Queremos abrir uma linha de microcrédito para pequenas empresas e auxiliar na segurança alimentar das pessoas vulneráveis, nesse momento atípico de pandemia”, disse Leandro.
O recurso para o financiamento do programa deverá ser gerado da remuneração pelas aquisições, por parte do Grupo CEEE, das ações que o município de São Sepé tem com a companhia. A proposta é explicada pelo Prefeito João Luiz: “Esse investimento, com a cobertura de juros dos microcréditos ou concessão de auxílio extraordinário para pessoas vulneráveis, não foi dimensionado no orçamento elaborado no ano passado. Nossa ideia é trazer dinheiro novo, por isso pensamos no recurso disponível na venda das ações da CEEE, que vem depreciando no passar dos anos”, concluiu João Luiz.
Na tarde de quinta, além da reunião com o Secretário de Governança e Enfrentamento à Pandemia do município de Canoas, a comitiva sepeense foi também na CEEE para verificar, junto com o Diretor Administrativo do Grupo CEEE, Lúcio de Prado Nunes, a disponibilidade e a forma de resgate das ações que o município tem na companhia.

Creche Dona Anita é entregue à comunidade de São Sepé

Em breve as crianças do bairro Lôndero e das imediações terão creche a poucos metros de casa. Isso porque, após mais de cinco anos de entraves, brigas judiciais e negociações, a obra da Escola Municipal de Educação Infantil Dona Anita foi entregue à comunidade na manhã dessa quarta-feira, 30 de dezembro.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O local tem capacidade para receber até 240 crianças de zero a três anos e é totalmente planejado para as atividades lúdicas e pedagógicas. O investimento superou os R$2milhões. Apesar da conclusão dos trabalhos, continuará tramitando o processo que a administração municipal moveu contra a construtora MVC. A empreiteira que foi contratada pelo Governo Federal para a construção das creches do programa Proinfância faliu. No Rio Grande do Sul, a promessa era de 268 escolas de educação infantil. Destas, menos de 10 foram concluídas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Durante o ato de apresentação do novo prédio, o prefeito Léo Girardello relembrou o histórico da obra, que iniciou em 2014 e agradeceu a dedicação de todos os profissionais envolvidos no projeto. “Que esta seja uma casa de cuidado, de felicidade e bem estar. É muito difícil fazer gestão pública nesse país, mas estivemos firmes e comprometidos”, declarou. A secretária municipal de Educação, Paula Machado, também fez uma manifestação emocionada. “Em nossas metas sempre esteve a ampliação das vagas da educação infantil. Conseguimos abrir três escolas, o que é um privilégio, pois elas são lugar de dignidade. Saímos com a sensação de dever cumprido”, finalizou.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A inauguração da escola foi o último ato público do prefeito Léo Girardello, que se despede do Executivo Municipal após dois mandatos.

Boletim Epidemiológico da Covid-19 em 29 de dezembro

O último boletim epidemiológico de 2020, com data de 29 de dezembro, traz 43 casos ativos de Covid-19. Os pacientes internados são dois: um em São Sepé e um em Santa Maria.
Os números divulgados nesta terça-feira indicam estabilidade no cenário epidemiológico local. No entanto, os eventos de final de ano seguem preocupando as autoridades, já que podem acelerar a curva de contágio evido as aglomerações e negligencia com uso de máscara e higiene das mãos. Além disso, a ocupação dos leitos hospitalares segue em alta em todo o Rio Grande do Sul.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👉Para 2021, a esperança é a vacina:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O início da vacinação contra a covid-19 em vários países está renovando as esperanças da população de que 2021 possa ser um ano com menos restrições sanitárias. Em São Sepé, algumas ações já foram tomadas para que a população seja imunizada o quanto antes.
Ao longo de 2020, a Secretaria Municipal de Saúde providenciou sete câmaras de resfriamento para vacinas, que estão alocadas nas unidades básicas de saúde. Além disso, no Centro Municipal de Vigilância em Saúde, há um equipamento de maior porte, capaz de armazenar uma quantidade significativa de doses. Outra medida importante foi uma previsão orçamentária para a compra de doses, caso o município julgue necessário. Servidores da rede pública municipal já passaram por capacitações que vão otimizar o trabalho de imunização quando ele puder ser iniciado.

Boletim epidemiológico da Covid-19 em 23 de dezembro

Na semana em que as comemorações de final de ano começam a se intensificar, São Sepé tem 41 casos de coronavírus. Apesar da estabilidade no cenário epidemiológico do município, a preocupação é com os feriados prolongados de Natal e Ano Novo, quando as pessoas costumam se reunir em grandes grupos.

Em relação às festas, as autoridades de saúde recomendam cautela. O ideal é que as famílias não ampliem seus contatos habituais. O uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento devem ser observados, inclusive, nas datas especiais. Isto porque, a ocupação de leitos hospitalares continua alta no Estado.

Nesta quarta-feira, 23, não há pacientes de São Sepé internados em função da Covid-19. No entanto, mais um óbito pela doença foi contabilizado através de documentação comprobatória. As regiões que apresentam maior número de infectados são aquelas referenciadas pelas unidades de saúde do bairro Pontes, da avenida 15 de novembro e do interior.

 

Boletim epidemiológico da covid-19 em 16 de dezembro

⚠️ Boletim epidemiológico da covid-19 em 16 de dezembro
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
São Sepé tem 47 casos ativos de coronavírus. A informação foi atualizada na manhã desta quarta-feira, 16, pela Secretaria Municipal de Saúde, e representa um aumento expressivo de infectados em relação a semana anterior. Quatro pessoas estão internadas em função da doença.
De acordo com os profissionais que atuam no monitoramento da Covid-19 em âmbito local, a negligência com os protocolos de prevenção e enfrentamento é o principal fator de crescimento da curva de contaminação. Há relatos de pacientes que descumprem a orientação de isolamento enquanto aguardam o resultado da testagem e acabam transmitindo o vírus para seus contatos. Dois possíveis surtos estão sendo acompanhados de perto pela equipe epidemiológica.
Assim como São Sepé, os demais municípios da região estão em alerta. Isso porque, se a contaminação não for controlada, o sistema hospitalar pode entrar em colapso no próximo mês. Neste sentido, a população precisa colaborar evitando aglomerações, visitas e confraternizações sem os cuidados de distanciamento. A higiene das mãos com água, sabão e álcool gel e o uso de máscara são indispensáveis neste momento.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
👉Boletim epidemiológico segue sendo semanal:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A publicação do boletim epidemiológico semanal deve ser transferida de terça para quarta-feira. A alteração se deve ao tempo necessário para a análise dos exames para detecção do coronavírus pelos laboratórios. Atualmente, o município tem encaminhado grande parte das amostras para São Gabriel, já que em Santa Maria a emissão dos resultados pode levar mais do que sete dias.